terça-feira, 4 de outubro de 2011

Nunca mais serei só eu...


Sempre curti muito ficar em casa sozinha e depois que tive a minha própria casa então? Noooossa... não sinto a menor vontade de por a cara na rua. Nunca fui muito socialmente ativa e isso contribuiu para que boa parte dos amigos de colégio/faculdade fosse se afastando até perdemos contato.

Vale dizer que SER sozinha não é o mesmo de ESTAR sozinha. Tem uma diferença gigantesca aqui. Eu não me importo de ESTAR sozinha, curtindo minha casa, arrumando uma coisinha aqui outra ali, assistindo um filminho a tarde, assim como eu amo estar só com o marido, em qualquer lugar, a qualquer hora, fazendo qualquer coisa ou não fazendo nada. E pelo amor de Deus eu não sou uma pessoa deprimida, antisocial, infeliz e dependente do marido. Não, pelo contrário,  eu simplesmente me basto e, acho importante a gente saber ser a sua melhor compania.

E meus dias têm sido assim, inteiros sem sair de casa e, quando eu digo sem sair é sem sair mesmo. Só abro a porta para por o lixo pra fora. E isso não é porque estou grávida de gêmeos e estou evitando excessos. Mesmo antes,  durante as férias da faculdade eu ficava em casa semanas inteiras.

E esse blá-blá-blá todo é porque olhando para minha barriga, sentindo meus filhos mexendo dentro de mim, vendo as coisinhas do quarto deles chegando e tomando os espaços vazios do apê eu me dei conta de que em mais ou menos 3 meses, isso irá mudar para sempre. Nunca mais eu serei apenas eu. Essa casa que hoje é tão silenciosa (exceto pelos raros latidos de Suka) vai se encher de choro de bebê, de gritinhos, de palavras incompreesíveis do 'nenenês' e de chamados de "Mããããããeeee, vem cáááá!!!"

E meu Deus,  eu não vejo a hora disso tudo acontecer. 

5 comentários:

Sara Lima Saraceno disse...

Amiga, vou te contar uma coisa: Depois que a gente tem filho, casa silenciosa é uma coisa aterrorizadoraaaa!! hahahahaha!! Criança enche a casa... imagine duas??? É brinquedo espalhado pela casa, é TV ligada, som, brinquedos barulhentos, gente que vai ver as crianças, babá, empregada... mas é um barulhinho delicioso... e na hora que vc chega em casa e tá tudo silencioso, por um minuto, vc acha bom; no minuto seguinte, já acha silencioso DEMAIS! rsrsrs! Bjoo

.:Caroline Carmo:. disse...

Cada vez me convenço mais que somos irmãs separadas por poucos dias de nascimento e de mães diferentes...rsrs
Vc é muito parecida comigo!!!rsrsrs digo isso pq sou mais velha 6 dias!!!rsrsrs
Aproveite os últimos dias de silêncio pq a diversão já vai começar....
não me canso de dizer... "queria tanto estar aí..." buá buá... beijão

Tania disse...

Oi! Vai ter momentos de silêncio sim. Eu agora estou no meio do sofá, com uma bebê dormindo em cada ponta, e um silêncio...
Mas te digo, eu tb sou meio assim, um pouco anti social, que gosto de ficar em casa, e ficar sozinha com o marido. Mas depois que as nenes nasceram eu não consigo ficar longe delas. E eu tenho que voltar a trabalhar logo, elas já estão com quase 6 meses, mas e a vontade?
bjs

"Maria Heloisa" disse...

Olha que vai te silencio sim somente na hora em que o bebê estive dormindo e mesmo assim você vai quere-lo acordado pra fica paparicando de tanto fofo que é pelo menos eu sou assim com o meu que está já entrando na casa dos sexto mes e já morrendo de saudades de quando ele nasceu por exemplo agora estou com ele agarrado no peito e aproveitando pra deixa esse comentario e olhando umas novidades khakha...beijinhos

Adriana Barretto Bomfim disse...

vai ser o barulho mais gosto so de ouvir!
bj