sexta-feira, 29 de julho de 2011

A escolha dos nomes

Tá aí uma coisa que lhe dá uma pequena noção da responsabilidade que significa ser pai/mãe: Escolher o nome do seu filho. Isso é tão definitivo que dá um certo medo de fazer merda  a coisa errada. Porque, olha, é cada nome que você vê por aí que sem dúvida alguma causa um certo horror, digamos, susto. 

Na minha familia tenho alguns nomes que, embora não sejam meus me traumatizaram: 
Tenho uma prima de 2º grau chamada Maxivalda, filha de Máximo e Vanilda #combinação-do-nome-dos-pais-rules
Minha mãe seria Pascoalina porque nasceu no domingo de Páscoa. Mas o irmão da minha avó, Tio Jornando interviu e proibiu minha amada vózinha de cometer esse desatino. Ele mandou escolher outro nome e, ela escolheu Lusmaria (menos pior, né?) dois anos depois, minha tia nasceu e adivinhem? Lusmarina foi o nome. Acho que minha avó tinha um sonho de formar uma dupla sertaneja. 
E é uma coisa que não acaba. Se eu sentar com as tias-vós elas vão me contar cada nome que é melhor deixar para lá.

Seguimos...

Bruno e eu sempre tivemos dois nomes pré-definidos, mas quando chega a hora H de escolher pra valer, mil nomes começam a surgir e você vai gostando de vários, e vários e vários.  E você fica na paranóia de "quais os apelidos que vão ao dar ao meu filho se eu por esse ou aquele nome?" ou " Será que vai rolar um bullying por causa desse nome?" ou  "Que tipo de piadas podem fazer que rime com esse nome?" e o pior "Será que quando ele crescer, ele vai gostar do nome dele?"

E o que foi que eu fiz? Fugi o quanto pude desse momento de "ter que escolher" porque nunca fui boa nisso.
Eu não pensei em nomes até o dia que soube os sexos. Então, quando soube que vinha por aí uma menina e um menino comecei a pensar nos nomes que eu sempre gostei. 
Escolher o da menina foi fácil, Clara sempre agradou muito a mim e ao pai. Daí não tivemos dúvidas, vai ser Clara. Até cogitamos por Ana Clara ou Maria Clara, mas eu particularmente não sou fã de nomes compostos e prefiro nomes curtos.
Então será Clara pura e simplesmente.

O meu menino ficou sem nome por mais tempo, porque eu gostava de vários nomes e o pai sempre me respondia "pode ser".  Olha, isso mexeu com meus homônios e foi me subindo uma irritação que eu finalmente peguei Bruno botei contra a parede e disse: Me diga um nome, SOMENTE UM NOME que você goste!!!!
Foi aí ele confessou: Disse que gostaria que o filho fosse Bruno II (com dois em algarismos romanos igual o de Dom Pedro II, sabe?) mas que tava com vergonha de me falar porque achava que eu não gostava desse nome, mas que ele sempre sonhou assim.

GENTE

Meu coração derreteu na hora. Eu já sabia disso, inclusive sempre brincamos de se um dia tivéssemos um menino chamariamos ele de "segundinho". Mas né, eu não sabia que isso era tão importante para meu marido e muito menos sabia que ao apresentar um moooooonte de nomes de menino para ele, eu estava deixando-o constrangido de expressar se desejo.
Quando eu disse que estava decidido, nosso menino se chamaria Bruno Costa Andrade II (igual a Dom Pedro e tudo), meu marido abriu um sorriso tão lindo que quase desfaleci de amor S2.


E foi assim minhas 'gentes' que escolhemos o nome das pequenas criaturas subaquaticas que habitam meu ser!
Em dezembro vão estreiar (porque Bahiano não nasce, estreia - é o que dizem) Clara e Bruno II (ou Segundinho para os íntimos- ou não)

P.s.: Os nomes pré-definodos eram exatamente esses: Bruno e Clara 
=D



9 comentários:

Adriana Barretto Bomfim disse...

cocncor do com vc,nome é uma coisa super importante,é algo q levamos pro resto da vida!
faço pre natal e parto em serviço publico e,valha-me Deus,tem cada nome!!pior é q o povo acha q está abafando!
eu gostava de cecília,mas qnd engravidei e fui pesquisar o signifaco era cega,por isso descartei!
queria nomes q não tivessem na familia,nao queria nomes duplos e preferia nomes mais longos.as opções eram Alice ou Letícia e Miguel ou Daniel.Ganhou Leticia q significa alegria. Já tenho novos nomes para a proxima gestação:Leonardo ou Natália...mas vamos ver,pq qnd chega a hora acabamos mudando!
bjo

Sara Lima Saraceno disse...

ADOREI as escolhas! Nomes simples e bonitos! Bjuus

Elma disse...

É um momento q parece ser simples mas hiper importante. rsrs Q bom q escolherem juntos. Nomes simples e bonitos! (2)

bjos,

Paloma disse...

Luíza sempre foi Luíza desde antes de eu conhecer Beto!!! Ainda bem que ele concordou, mesmo tendo uma Maria Luíza e uma Ana Luiza na família dele!
Já os nomes de meninos eram mais difíceis de um consenso. Eu queria Vicente e ele de jeito nenhum! Também gosto muito de Leonardo, Mateus e Davi.
Também não gosto de nomes compostos (exceto Ana Tereza, não me pergunte por que!)
achei que vcs foram muito felizes na escolha, são nomes lindos! só não sei se será tão fácil registrar o II no cartório (não queriam nem colocar acento na minha Luíza!)
beijocas

Lara disse...

Dri,

Qdo estamos grávias tudo muda. Mas eu acho Natalia lindo. Gosto muito de Miguel e Bernardo tb.

Tanto que, se o povo no cartório não quiser de jeito nenhum registrar o "II" no final do nome do meu filho, Bruno não quer por nem "junior" e nem "filho". Aí o nome será Bernardo.

Hahahaha...

Beijos

Lara disse...

Obrigada Sarinha!!!!

Lara disse...

É sim Elminha! Parece fácil, mas não é!

Hahahaha!!!!

Beijos

Lara disse...

Loma,

Eu já estou sabendo disso, mas se não der de jeito nenhum Bruno prefere mudar o nome. Ele não quer nem "filho" e nem "junior". Bruno só quer se for Bruno II, caso contrário o nosso menino será Bernardo!!!!

Beijos!

Marta disse...

Larinha
Não vejo porque o cartório iria implicar com o "II" com Enzo fiz um cartão digitado com o nome dele, dos avós paternos e maternos, tudo em letra de forma e pronto! Rodrigo registrou no SAC do shopping barra que é bem mais rápido e tranquilo, depois vc vai no cartório e pega a certidão emitida por eles, mas aí a criança já está com registro de nascimento.