domingo, 22 de janeiro de 2012

1 mês

Em uma palavra? APAIXONADA. Sim, eu sou uma mulher apaixonada pelos meus filhos, pelo meu marido que se tornou o pai que eu sempre quis para meus filhos, apaixonada pela família e pela vida. Tudo em mim é amor. Esse mês eu me apaixonei repetidamente pelos meus filhos. Não cansei de olha-los e toda vez que fazia isso, me apaixonava novamente. Algo me diz que isso nunca irá ter fim (he-he).

Muita gente me falou que eu iria surtar nesse primeiro mês, que ele demoraria uma eternidade para passar...bom, não foi bem assim e eu achei que ele simplesmente voou. Claaaaro que dormi e ainda durmo super pouco coisa de 4hs/dia (ao longo do dia), tem dias que eu acordo e durmo e não consigo parar para escovar os dentes, eu levo 5-6 dias para lavar o cabelo e não é sempre que eu consigo pentea-lo, ir ao banheiro só quando não dá mais para segurar e por aí vai... Mas, por mais cansativo que seja amo ninar meus pequenos e faço questão de fazê-lo, curto muito dar banho, trocar fralda, observar eles dormindo, amo (embora seja a parte mais cansativa) amamentar... e isso consome meu tempo de modo que eu nem vejo o tempo passar. 
A amamentação merece um post só para ela, mas posso dizer que mesmo precisando complementar com leite artificial eu tô feliz com os resultados e em paz. Tem muita pressão e uma militância quase que xiita sobre o aleitamento exclusivo, livre demanda e tal.

Esse primeiro mês também foi um mês de descobertas e muito, muito aprendizado. Me descobri mãe e por mais que esse tenha sido o grande objetivo da minha vida, que eu tenha desejado e esperado por esse momento percebi que não estava nem de longe pronta para essa "função" e aprendi que só se sabe ser mãe, sendo. Aprendi também a ouvir as críticas e não absorve-las ou pelo menos filtrar bem filtrado, mas antes precisei chorar muito no banho, escondida e me sentindo a pior mãe do mundo até descobrir que ninguém nesse planeta pode ser melhor mãe para os meus filhos do que eu e como isso foi importante para minha sanidade mental e para o meu crescimento como pessoa e como mãe. As pessoas costumam lançar criticas e julgamentos sobre você e não ficam para ver o estrago depois.
O importante é que eu aprendi a não ligar, não dar ouvidos para isso e seguir meu instinto e pedir a Deus orientação. Tá funcionando. Acertando daqui, errando dali eu tô dando o melhor de mim para o bem estar dos meus filhos.

Mas, antes que os pequenos acordem, vamos a evolução dos pequeninos =D

  • Segundo nasceu com 3.190kg, saiu do hospital com 2980kg e 1 mês depois está pesando 3820kg, mediu 47,5 cm ao nascer e agora já tem 53,5 cm. 
  • Clara nasceu menorzinha, pesando 2300kg, saiu do hospital com 2170kg e agora está com 3135kg. Mediu 43cm ao nascer e agora mede 48,3cm.
  • Já fixam o olhar e abrem bem mais os olhos que estão dia a dia tomando um tom mais azulado.
  • Chupam as mãozinhas, mas Tia Lu (a pediatra) já me avisou que nem sempre significa fome. A sucção é o único movimento voluntário que o bebê faz nessa fase e então quando eles querem relaxar e espairecer as ideias...mão na boca e suc-suc-suc
  • Segundo aceitou muito bem a chupeta e está muito mais esperto em matéria de sucção. Ainda se atrapalha um pouco na hora da pega no peito, mas quando pega pega com vontade. Clara não curte tanto assim a chupeta e continua tranquila com relação a pega, mesmo tendo uma mini boca. #nóin
  • Este mês Clara ficou pouco mais de 24hs sem defecar e eu quase morri. Depois fez um mega cocôzão e eu quase chorei de felicidade (não chorei, mas fiz a maior festa aqui em casa...parecia que eu tinha ganhado a Mega Sena da virada =P). Trocamos o leite artificial o que melhorou bastante, mas eu sempre faço massagem e exercício com as perninhas para ajudar na eliminação de gases e fezes.
  • Todos dois já sofrem com os 'meledetos' gases, e mesmo a contra gosto faço uso da Simeticona (ou Luftal) para aliviar. Faço qualquer negócio para não ver meus pequenos chorando. 

Acho que é isso.

Aaah, quanto a nós (mamãe e papai) estamos nos saindo bem...aprimorando nossa parceria e curtindo muito ter esses pequenos em nossas vidas.

Cansados, com sono e felizes...


=*

4 comentários:

Fran Matias disse...

Oi Lara!
nossa fiquei boba... como o segundo
nasceu grandão... to curiosa pra ver
uma fotinha deles!
que bom que você se adaptou bem a vida de mamãe... espero que seja assim comigo também!
Bjinhosssssssssss

Adriana Barretto Bomfim disse...

ai,comemorar 1 mês de vida é um dos muitos marcos de se ter um bb!
parabéns pela mãe q vc é,q com certeza é a melhor mãe q seu filhos poderiam ter!
isso ai,só aprendemos a ser mãe sendo!
e junto com politica,futebol e religião,criação e educação de filhos não se discute,cada um faz do jeito q acha melhor!
bj

.::Carol::. disse...

Ehhh!!!
Parabéns pelo 1º mês!!!!
Eu tinha certeza que vcs iam tirar de letra!!!! vc sempre escrevia com tanto amor, que, com tanto amor assim as coisas só podem dar certo!!
E tenha sempre a certeza de que vc está no lugar certo e que a melhor de todas as mães do mundo para seus bebês só pode ser vc!!!
Março já está chegando e logo vamos poder agarras os fofuxos!!!
beijinhos
Carol

Sara Lima Saraceno disse...

Lindoooo!
O primeiro mês é assim... cheio de angústias, mas cheio de felicidades e novidades!!!
Impressionante como ficamos encantadas com o 'mistério da vida", né?? Coisa do tipo "Como é que eu e marido conseguimos criar, gerar, essa perfeição?"
Curta muito Larinha!! Como vc mesma disse, passa rápido demais...a minha já está aqui caminhando pro 4º ano!!